As soft skills que os dançarinos possuem

soft_skills_dancarinos

     Alguma vez pensaste nas soft skills que os dançarinos possuem e na sua importância como elemento decisor na contratação para uma empresa? 

     Se acreditavas que a dança não te serviria para nada no futuro talvez seja altura de mudares de ideias. 

      Dançar é muito mais do que mover o corpo. Muitos dançarinos não chegam a ser profissionais, mas os benefícios de praticar esta arte são tão importantes… mais do que um simples hobby.

      Continuas sem acreditar? Se continuares a ler poderás mudar de opinião.

As soft skills que os bailarinos possuem

soft skills que os dancarinos possuem

      Os bailarinos beneficiam de um trunfo que é crucial em qualquer carreira: a inteligência emocional.

       Contrariamente às hard skills, que consistem no conhecimento técnico, as soft skills ligam-se às habilidades mentais e emocionais, cruciais para promover o teu sucesso.

      Possuir soft skills torna-te mais interessante e competitivo no mercado! Se és um bailarino profissional ou tiveste contacto com a dança estas são as soft skills os dançarinos possuem e os empregadores querem:

1. Comunicação

      Uma boa comunicação aliada à inteligência emocional é extremamente importante. Os bailarinos utilizam o corpo para expressar as suas emoções e sentimentos, contando uma história.

      Comunicar é muito mais do que exprimir-se verbalmente por palavras.

comunicacao

2. Gestão de tempo

      Em qualquer empresa existem dois fatores que são cruciais para marcares a diferença:

  • Pontualidade;
  • Gestão de tempo para finalizares o trabalho a horas.

      Tal como no mundo corporativo, também na dança é preciso gerir o tempo para aprender as danças.

      Isto requer uma responsabilidade de trabalho em equipa e individual. Não queres fazer má figura chegando atrasado à hora do espetáculo, muito menos se não souberes as coreografias.

3. Atenção aos detalhes

      Qualquer que seja o estilo de dança, por muito que sejam fáceis ou difíceis, todas elas necessitam de treino para conseguir chegar ao melhor resultado de sempre.

      Os bailarinos têm de treinar durante horas os passos para no final possam reproduzir uma coreografia, narrando uma história.

      Todo este processo exige dos dançarinos:

  • paciência;
  • treino;
  • esforço;

      Tudo é importante, mas a grande diferença entre excelentes resultados e resultados medíocres está na atenção aos detalhes.

4. Capacidade de adaptação

      Conseguir adaptar-se a diferentes situações e abraçar essa mudança é uma das skills mais desejadas pelos empregadores.

      Qualquer bailarino, profissional ou não, já teve de atuar ao lado de diferentes grupos de pessoas, bem como dançar ao ritmo de diferentes tipos de música.

      No mundo do trabalho, estes tipos de situações sucedem regularmente:

  • trabalhar com novas equipas;
  • ajustar os procedimentos;

      Não tenhas receio da mudança, só saindo da nossa zona de conforto podemos evoluir e destacar de todos os outros.

5. Trabalho de equipa

      O trabalho em equipa é essencial em qualquer mundo do trabalho. Em qualquer empresa existem:

  • diferentes personalidades,
  • diferentes culturas e
  • estilos de trabalho distintos,

      Relacionarmos com todos é extremamente complexo, mas somente trabalhando em uníssono é possível alcançar o sucesso individual e em equipa.

      Tal como no trabalho, também num grupo de dança tem de existir trabalho de equipa, caso contrário não haverá sucesso.

trabalho_em_equipa

      Sendo um bailarino profissional ou não, orgulha-te das valiosas aprendizagens que adquiriste com a dança. Nada se consegue sem esforço e dedicação.

      Se gostas de dançar, mas ainda não começaste de que estás à espera? Começa agora a praticar. 

Alguns artigos que te podem ajudar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *